Editorial

Xandi Castro falando sobre à Pontinha

cir25

Mesmo não sendo jornalista, tive o privilégio de ser convidado a participar
deste projeto jornalístico informativo, no qual me cabe escrever e comentar
sobre o bairro onde resido e por onde passava os meus fins de semana e férias
escolares com minha família, desde 1976, quando tinha apenas sete anos. Sou
Alexandre Corrêa Barbosa de Castro, mas assino essa coluna simplesmente como
Xandi Castro. Pontinha, bairro onde cresci e vivo, é um local onde algumas
ruas são calçadas, como as do Alto da Pontinha, calçadas estas
construídas pela iniciativa privada a “Mazza”, que projetou aquele
pedaço. Posteriormente, talvez na primeira PPP da história do Brasil
“Parceria Pública Privada”, foi o calçamento da Av. Gaspar
Dutra, aquela, que beira a lagoa, metade foi paga pela prefeitura e a outra metade
cir26
pelos moradores. O prefeito na época, um dos melhores que Araruama conheceu,
chamava-se Altevir Pinto Barreto, autor da ideia. Sim, temos problemas, igual a
outros bairros e distritos de nosso município, como aqui as ruas completamente
abandonadas, com línguas de esgotos a céu aberto, causados pelo total
descaso das últimas administrações, e vejam, hoje, somos quase
ou mais de mil eleitores, que juntos formamos uma força que faz a diferença
numa eleição para prefeito e com certeza eleger um vereador, mas temos
que, unidos, mostrar a nossa força. Nesta breve estória onde me apresento,
e sendo essa a minha primeira participação, gostaria de informá-los
das pautas, cujas ideias e objetivos, seguem: Vamos abordar nossas necessidades
como bairro; elogiar os progressos alcançados; as melhorias que estão
se apresentando, pelo ao menos até agora; destacar uma casa bonita; a estória
curiosa de outra; abordar moradores de casas diferentes e suas estórias;
ficar atentos aos furtos de cabos de energia elétrica praticados por irresponsáveis,
para isto precisamos ficar alertas, anotando os carros suspeitos e denunciando-os
às autoridades; vigiar aqueles que poluem a Lagoa, poluição
que temos que combater; lutar por um programa de calçamento das nossas ruas,
luta que será uma constante junto às autoridades municipais; apoiar
a Associação dos Moradores, importante núcleo para concentrarmos
nossos esforços; organizar em associação, os pescadores que
ficam no início da Pontinha para que estes não poluam nossas areias
com as vísceras dos peixes limpos por eles; eleger o jardim mais bonito de
uma casa; a divulgação dos esportes náuticos, tais como: o
Kitesurf, motonáutica, vela, mas tudo, sem a eles nos restringir. Enfim,
vou procurar fazer desta coluna, um canal de comunicação entre nós
moradores e as autoridades e com informações diversas para você
leitor, como: restaurantes, filmes, bares e eventos esportivos e sociais. Ah! Ia
me esquecendo, é fundamental a ajuda de todos para enriquecer este espaço
e assim toda e qualquer sugestão, noticia, aviso, denúncia, elogio,
será bem vinda. Por esta me despeço. É só.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *